quarta-feira, 17 de julho de 2013

ORIENTAÇÕES PARA PAIS E PROFESSORES DE COMO AGIREM COM CRIANÇAS AUTISTAS EM SALA DE AULA


LECIONANDO PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM AUTISMO



Professores que contam com crianças e adolescentes com transtorno do espectro do autismo em sua sala de aula nem sempre sabem como fazê-los sentirem-se seguros para que aproveitem ao máximo não só a interação social que o ambiente escolar proporciona, mas também a oportunidade de aprendizado.

Os pais e cuidadores podem ajudar passando aos professores informações importantes, como as atividades que os deixam mais tranquilos (como brincar na areia) e as que desencadeiam crises de ansiedade ou de agressividade. 

Caso não saibam ao certo quais são elas, é importante relatar ao professor alguns casos em que a criança ou adolescente ficou agressivo.

É possível que, no dia-a-dia e em meio a outros alunos, o professor identifique quais são as situações exatas que geram as crises, podendo relatá-las aos pais ou cuidadores.

Saber de antemão o grau de tolerância a barulho, estímulos visuais e aglomeração de pessoas prepara o professor para evitar crises. Caso aconteçam, ele deve saber se existe algum objeto, por exemplo, que acalme a criança nesse momento, para que os episódios sejam menos traumáticos. 

Vale a pena também tentar descobrir que lugares da escola ou mesmo pessoas – alunos ou funcionários – deixam a criança mais tranquila, para recorrer a eles nesses momentos.

Outro dado muito importante que o professor precisa conhecer é qual a maneira de interação que provoca a melhor resposta da criança ou adolescente com autismo. 

Alguns reagem a expressões faciais exageradas, enquanto outros preferem figuras ou bonecos. Nessa hora, vale a criatividade e a liberdade que as normas da escola permitem para utilizar objetos que estimulem o aprendizado, como fantoches, espelhos, massa de modelar e quebra-cabeças.

Por fim, como qualquer aluno, a criança ou adolescente com autismo tem suas preferências e dificuldades particulares.

Informar ao professor em quais atividades seu desempenho é melhor permite o reforço das qualidades, fazendo com que a criança sinta-se valorizada e reconhecida.


Fonte: Autismo Discussion
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...