sexta-feira, 4 de outubro de 2013

COMO RECONHECER PRIMEIROS SINAIS DE AUTISMO EM BEBES




Nos primeiros anos de vida, quando a criança ainda é muito pequena, não apresenta características que possam diferencias uma das outras, principalmente, se não apresentar nenhum traço físico e se, for o primeiro filho, onde os pais não tem como fazer comparações na prática com o desenvolvimento de outros bebes.

Com base nessas dúvidas e incerteza, que busquei esse tema para apresentar aos leitores. Assim, os pais ficarão mais atentos aos primeiros sinais quando apresentar alguma alteração no comportamento de seus filhos. Ninguém melhor de que eles para identificar, precocemente, alguma característica diferenciada e procura orientação de alguns profissionais o quanto antes.


O educamais.com, apresenta alguns sinais que podem ser identificados em bebes com autismos desde muito cedo. Fazendo comparações de bebes com e sem autismos. Ao constatar a presença de alguns dos sinais, os pais ou cuidadores deverão consultar técnicos de saúde e de educação com especialização na área.

Cientistas do "New York State Institute for Basic Research in Developmental Disabilities" concluíram que 40% das crianças diagnosticadas com autismo, com apenas um mês de idade, apresentavam alguns sinais, como rigidez nos braços e visualização diferente dos objetos.

No entanto, isto não significa com certeza que desenvolverá o autismo. De acordo com António Carlos de Faria “o diagnóstico não é tão simples, e deve ser feito por um especialista, mas os pais devem estar atentos desde cedo com o comportamento dos bebés. Em especial aqueles que não oscilam reação de fome ou frio, ficam muito quietos no berço, demonstram uma fixação maior pelo objeto que pelas pessoas e não têm costume de olhar nos olhos.”

No geral, o bebe produz balbúcios e começa o processo de imitar sons, respondendo aos sons que os pais fazem. O bebe autista dificilmente tem este tipo de brincadeira verbal. Não emite nenhum som e é capaz de ficar muito tempo a olhar para um determinado objeto, não prestando atenção nenhuma ao seu redor.

O bebe responde quando se chama pelo seu nome ou quando se diz “não”. Já o autista ignora aqueles que tentam obter a sua atenção, não tendo qualquer interesse social.

Os bebes apontam, agarram, acenam e tentam falar, no entanto o bebe com autismo não brinca ou joga, não adquire rotinas e não procura nenhuma forma de comunicação com o mundo ao seu redor.

O bebe autista pode ser sensível ao som e ao toques, sentem-se incomodados por sons altos e ruidosos e detestam ser acarinhados ou tocados. Apresentam também movimentos exagerados e repetitivos e muitas vezes parece que não sentem dor.




Em seguida, apresentamos um resumo dos comportamentos mais comuns que bebes ou das crianças autista podem apresentar. 

Lembrando que o diagnóstico de autismo, somente poderá ser determinado por um especialista.


- A criança não se reconhece pelo nome. Os pais a chamam e ela não responde. Como ela é capaz de identificar outros sons, não se trata de um problema de surdez;



- A criança prefere ficar sozinha. Quando deixada deitada no berço ela não reclama, parece preferir o berço ao colo dos pais;

- A criança não fala, não olha e mostra certa apatia. Têm uma fisionomia pouco expressiva e não interage com outras crianças;

- Crianças sem autismo geralmente imitam os adultos e querem todas as atenções voltadas para ela, já as crianças com sinais de autismo não acompanham os acontecimentos a sua volta;

- Quando a mãe sai para trabalhar ou volta do trabalho, a criança não mostra interesse por ela;

- Crianças de cerca de um ano com autismo vão de colo em colo e não estranham as pessoas, como seria esperado de uma criança nesta idade;

- Durante a amamentação, a criança com autismo não interage com a mãe;

- Os autistas muitas vezes separam os objetos por cor, tamanho, etc. mantendo comportamentos repetitivos e sem finalidade aparente;

- A criança fica horas fazendo o mesmo movimento, com o mesmo objeto. No início pode parecer apenas ser uma criança tranquila, mas isso pode ser um dos sinais da doença. Um dos movimentos mais comuns é ficar rodando um objeto;

- A criança pode apresentar movimentos corporais repetidos, como movimentos de balanço, às vezes, até de forma violenta;

- A criança utiliza as pessoas como instrumento. Pega na mão do adulto e o leva até o lugar onde quer que ele faça algo que ela deseja, ao invés de pedir o que quer na forma de uma solicitação verbal;

Lembramos que, ainda não existe um exame complementar, laboratorial ou de imagens para diagnosticar o autismo infantil. Ele ainda é identificado através de exames clínicos.


QUADRO COM DICAS DE DETECÇÃO PRECOCE DE CRIANÇAS COM AUTISMO



Também, gostaria de apresentar o vídeo abaixo, divulgado no youtube, que pode ajudar esse reconhecimento e reforçar o diagnóstico de autismo:























Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...